Munique vai Tremer!!!

Hoje às 15:30h de Brasília, Bayern de Munique e Chelsea entram em campo na Allianz Arena, estádio do time alemão, para a disputa do título mais importante do futebol europeu, enquanto os alemães tentam seu quinto título continental, os ingleses vão atrás de sua primeira Champions League.

Alemães e Ingleses duelam pelo título da Uefa Champions League da temporada 2011/2012.

O Bayern chegou à final após eliminar um grande favorito e maior vencedor do torneio, o Real Madrid, em uma emocionante disputa de pênaltis no estádio do time espanhol. O goleiro Neuer foi o grande nome da equipe bávara, defendendo 2 pênaltis, em um duelo onde a camisa do Bayern pesou, e fez a diferença levando a equipe tecnicamente inferior aos rivais espanhóis à classificação.

Os londrinos chegaram à final depois de eliminarem o papa-títulos Barcelona, que eram grandes favoritos à conquista de sua quinta Liga dos Campeões. Com o famoso “catenaccio”, mais conhecido como retranca italiana, os ingleses anularam as principais ações ofensivas dos catalães e conseguiram na base da raça a classificação para a final.

Camisa, torcida, casa e tradição, ou raça, união, e defesa sólida? Quem levará a melhor nessa final? Saberemos em instantes…

Anúncios

Corinthians campeão da Libertadores 2012, será?

Apesar de este post estar sendo publicado no dia primeiro de Abril, não, esta não é uma brincadeirinha do dia da mentira, é uma possibilidade bem palpável.

Jogadores do Corinthians antes do início da última partida do Brasileirão 2011 contra o Palmeiras, fazendo gesto característico em homenagem ao Ex-jogador Sócrates, falecido no mesmo dia. Em sua décima participação na Taça Libertadores da América, o Corinthians ainda persegue seu primeiro título, com a pressão de sua própria torcida, dos adversários e da imprensa que cobram ou ironizam o fato de o clube paulista ainda não possuir o tão desejado título continental.

Apesar de já haver conquistado o título do mundial de clubes em 2000, ao Corinthians ainda lhe falta o título continental, atual objeto da obsessão de todos os clubes brasileiros. Após as conquistas do São Paulo no início dos anos 90, praticamente tornou-se uma obrigação por parte dos grandes clubes brasileiros, a conquista do torneio continental, quase que como naturalmente, foi-se imposto que para ser considerado grande, seria necessário que se conquistasse a América.

A história de conquistas do Corinthians no futebol brasileiro é gloriosa, maior campeão estadual em São Paulo com 26 títulos, segundo maior campeão brasileiro com 5 títulos, atrás apenas do São Paulo que possui 6, e com 3 copas do Brasil, os paulistas contam ainda com o maior título internacional, o Mundial de Clubes FIFA 2000, conquistado contra adversários como Manchester United, Real Madrid, e após uma final emocionante no Maracanã contra o Vasco de Romário, Edmundo, Juninho Pernambucano e Cia.

Mas quando se trata da Taça Libertadores, pode-se dizer que a sorte não contribui em nada com o alvinegro paulista. Mesmo dispondo de timaços como os de 1999/2000, e o de 2006 que contava com as estrelas internacionais, Javier Mascherano e o ídolo da fiel, Carlitos Tevez, o Corinthians não pôde conquistar o sonho de consumo de sua torcida, a tão cobiçada taça continental.

Ao contrário das edições anteriores disputadas pelo time do Parque São Jorge, na edição deste ano o Corinthians é visto não só pela imprensa esportiva nacional, mas também pela imprensa de todo o continente, como um dos grandes favoritos. O time consistente, que sabe jogar sob pressão, bem treinado pelo técnico Tite, e com o entrosamento de quem foi campeão Brasileiro em 2011, é tido como um time seguro, que não corre riscos, e tem controle do jogo, além de apresentar performance bastante positiva em momentos de pressão, o que é bem inerente à disputada competição.

O Corinthians de Tite, se mostra cada vez mais forte no que se refere à controle do jogo. Desde o brasileirão do ano passado, não se pôde ver um Corinthians dominado por qualquer adversário, até mesmo na eventualidade de uma derrota, o Corinthians teve maior posse de bola e controle do jogo, é um time de defesa sólida que oferece poucas oportunidades aos seus adversários, sabe controlar o jogo, mantém a posse de bola e envolve o adversário até que este se descuide e lhe possibilite marcar os gols necessários para a vitória.

A equipe paulista é “cascuda”, muito difícil de ser batida, joga com inteligência, e com a experiência de quem sabe administrar uma partida, o fundamental meia Danilo. Este que por muitas vezes foi criticado pela torcida, hoje já é visto pela mesma como um dos pilares estruturais deste consistente time, que nunca em sua história esteve tão com “cara de libertadores” como nesta edição de 2012. Um time que não treme em situações adversas, e que passa confiança e tranquilidade para a torcida, um time pronto para conquistar a América.